Cálculo do frete do transporte de veículos: como fazer?

Últimos comentários

Nenhum comentário para mostrar.
Transporte caminhão cegonha-Transporte caminhão prancha-Transporte de motos

Quando uma transportadora analisa o valor do seu trabalho, na verdade ela precisa fazer o cálculo do frete do transporte de veículos. Parece simples, mas ele leva em conta uma série de fatores.  

Para muita gente, parece ser um valor alto. Contudo, ao colocar na ponta do lápis todas as vantagens que o serviço oferece, você percebe que o valor é justo para a segurança e praticidade envolvidas nele. 

Quer saber como é calculado o frete do transporte de serviços? Confira o texto:

O que é o frete do transporte de veículos? 

Frete é o custo de transporte e armazenamento de uma carga por uma empresa durante um trajeto, independentemente do meio. Por exemplo: quando se paga pelo envio de uma mercadoria pelo correio, o valor leva em consideração o armazenamento, preparo para envio, trajeto e entrega ao destinatário. 

O mesmo cálculo é feito para o frete do transporte de veículos. Quando você contrata uma transportadora, o orçamento que faz para levar o seu veículo de um ponto a outro é, na verdade, o cálculo do frete. 

Como fazer o cálculo do frete do transporte de veículos? 

São levadas em consideração quatro características: 

1 – Tamanho/modelo do veículo 

Assim como ocorre com as cargas tradicionais — por exemplo, os itens comprados em e-commerce e entregues pelo correio —, o valor do frete do transporte de veículos também leva em consideração o peso. Quanto mais pesado, mais custoso para levar. 

Um caminhão-cegonha tem capacidade para 11 veículos pequenos, ou seja, de passeio. Então, quando a transportadora coloca uma picape ou van, ela acaba ocupando mais de uma vaga que poderia ser usada para levar toda a frota de uma vez ou por outro contratante. Para que a empresa não fique no prejuízo, ela reverte parte desse valor ao cliente. 

2 – Valor do veículo para o seguro 

Durante o transporte, seu carro estará assegurado pela transportadora contra qualquer eventualidade que possa danificá-lo. Cada modelo de veículo terá um valor específico para a seguradora, que vai levar em consideração a raridade das peças, o valor do veículo no mercado e o ano de fabricação, por exemplo.  

Por conta disso, o valor do carro para o seguro também é levado em consideração na hora de calcular o frete do transporte de veículos. 

3 – Distância entre as cidades 

O trajeto entre uma cidade e outra também pesa na hora do cálculo. Afinal, é mais tempo de estrada, que acarreta gastos com gasolina, profissionais para dirigir o caminhão e até armazenamento, dependendo da viagem. Portanto, distâncias maiores costumam acarretar fretes mais altos. 

4 – Aproveitamento da carreta 

O transporte de veículos pode ser feito por três tipos de caminhão: cegonha, plataforma prancha. Os dois últimos, porém, levam bem menos veículos, mas podem carregar aqueles mais pesados, como um ônibus ou van. Quando falamos de aproveitamento, porém, estamos lidando mais com o caminhão-cegonha, que pode levar veículos de clientes diferentes durante o mesmo trajeto. 

Alguns trechos vão com lotação máxima, ou seja, todas as vagas cheias, mesmo com carros de clientes diferentes. Com isso, a transportadora vai e volta com a carreta lotada. Esses trajetos costumam ter um preço de frete melhor do que aqueles que vão para locais com baixa procura.

Transporte porta a porta 

Você não tem muito tempo para levar o carro até um local específico onde a transportadora possa buscá-lo? Conta com uma frota extensa de carros ou não pode dirigi-los para não diminuir o valor de mercado? Nesses casos, a melhor escolha é o transporte porta a porta, em que a empresa vai até a sua casa ou empresa buscar a carga e deixá-la na garagem de destino. 

Prático, seguro e flexível (a empresa vai buscar na data mais adequada ao cliente), o serviço porta a porta exige custos adicionais, pois envolve a contratação de guinchos. Além disso, como um caminhão-cegonha costuma ser muito grande, ele não pode trafegar em todas as vias das cidades. 

Como economizar no cálculo do frete do transporte de carros? 

Veja como é possível pagar menos pelo armazenamento e trajeto. 

Pontos de coleta 

No geral, as transportadoras contam com pátios de armazenamento de veículos que, no geral, costumam ficar nas principais capitais do país. Se a empresa tiver que buscar ou entregar o carro no interior do estado, por exemplo, provavelmente o valor será maior, já que é mais raro ter um espaço de “descanso” para veículos nessa região. 

Agora, se o cliente precisar do transporte de veículos entre capitais, a probabilidade de o valor do frete ser mais baixo é maior.  

É por esse motivo também que buscar o carro no pátio da transportadora é mais em conta do que contratar um serviço porta a porta. Contudo, essa segunda opção é a melhor para quem conta com uma grande frota de veículos ou não pode dirigi-los até o pátio de armazenamento. 

Como escolher uma transportadora de veículos? 

Veja o que analisar ao escolher uma empresa de transporte de carros: 

1 – Pesquise o CNPJ 

Uma empresa regularizada conta com CNPJ ativo. Você pode consultar uma série de informações pelo número e, caso a empresa cometa algum erro com a carga, fica mais fácil de recorrer na Justiça. 

2 – Verifique o Reclame Aqui 

Para evitar problemas, nada melhor do que observar o que outros clientes da empresa têm a dizer sobre ela. Quando há algum inconveniente que não é resolvido pela contratada, as chances de que o consumidor reclame na internet são grandes. 

Antes de escolher a transportadora, dê uma conferida no Reclame Aqui. Independentemente do tamanho, uma companhia legalizada provavelmente tem opiniões deixadas no site. Mas não pare na nota: é preciso ler quais as principais reclamações. Muitas vezes, o problema pode ter sido um mal-entendido ou até mesmo causado pelo próprio cliente. Portanto, não deixe de avaliar. 

3 – Veja se a empresa oferece seguro 

Como dito, o cálculo do frete leva em consideração o seguro. Por ser uma carga valiosa, é essencial que a empresa deixe claro que oferece esse recurso e use o valor/peso do carro para calcular o valor. 

4 – Por que fazer transporte de veículos? 

Independentemente do valor do frete, o transporte de veículos é a melhor escolha para levar seu carro ou frota a outros estados. Veja algumas vantagens: 

5 – Caminhões preparados 

Uma transportadora costuma contar com três tipos de caminhão: cegonha, plataforma e prancha. Todos os três são preparados tanto para levar veículos. Enquanto o cegonha é voltado ao transporte de veículos leves, como motos e carros, o prancha e o plataforma podem levar vans e até ônibus. 

Os três caminhões de transporte foram projetados para esse tipo de carga. Além disso, contam com cabos para manter os veículos presos com firmeza. 

5 – Segurança 

Como dito, as transportadoras costumam trabalhar com pátios de armazenamento para manter os carros enquanto não estão sendo transportados. Além disso, cada veículo conta com seguro para que o cliente fique financeiramente protegido durante todo o trajeto. 

6 – Profissionais capacitados 

Todos os motoristas de uma transportadora devem ser habilitados na categoria E, que permite dirigir os veículos das categorias anteriores, além de reboques cuja unidade acoplada tenha 6.000 kg ou mais de peso bruto total ou lotações que excedam oito lugares.  

Viu como o frete do transporte de veículos é um cálculo que precisa ser feito com seriedade e profissionalismo? Se você precisa transportar um ou mais carros, faça seu orçamento com a Brasil Autos! 
 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *